Homem viaja mais de mil quilômetros para encontrar paquera da internet e apanha do marido dela

Um homem casado viajou cerca de 1.140 quilômetros de Wuhan a Fuyuan (China) para finalmente se encontrar com uma mulher que ele conhecera pela internet.

Só que em vez da paquera, Liu, como o galanteador foi identificado, deparou-se com o marido dela.
A cena ocorreu em 11 de dezembro e foi registrada pelos celulares de testemunhas. Vídeos postados no Youku, conhecido como o YouTube da China, viralizaram, segundo o “Daily Mail”.

O marido traído descobriu que a mulher tinha um encontro, reuniu um grupo de amigos e agrediu Liu publicamente. Encostado em uma árvore, o viajante recebeu vários golpes de cinto.

 

Submarino argentino desaparecido com 44 tripulantes é encontrado e surpresa: “eram todos espiões”

Os destroços do submarino ARA San Juan, que desapareceu com 44 tripulantes a bordo há um ano, foram finalmente encontrados, informou, neste sábado, a Marinha Argentina. De acordo com uma publicação do órgão no Twitter, a embarcação foi identificada pela empresa americana Ocean Infinity, responsável pelas buscas. Na sexta-feira, um novo sinal que poderia ser do submarino desaparecido fez com que as buscas fossem retomadas.

A Marinha já havia compartilhado, nesta sexta-feira, uma foto do fundo do mar, sugerindo que um objeto de 60 metros de comprimento poderia ser o submarino perdido.

Segundo o jornal argentino “Clarín”, as primeiras informações, confirmadas quase que imediatamente pela Marinha e pelo Governo, indicaram que os restos do submarino, que estaria “achatado na proa”, foram localizados no mesmo lugar onde foi registrada, há um ano, a falha hidroacústica, informada na época por organizações internacionais.

Na época, a Marinha interrompeu a missão de resgate duas semanas após o desaparecimento do submarino. Agora, as autoridades anunciaram que a embarcação havia sido encontrada 800 metros abaixo da superfície do Oceano Atlântico.

Parentes se reuniram para lembrar seus entes queridos no início desta semana, enquanto o presidente Mauricio Macri prometeu manter a busca pelo submarino.

O sumiço do submarino completou um ano nesta quinta-feira, sem respostas para a agonia das famílias que ainda acampam perto da base naval de Mar del Plata à espera de notícias. A estação perdeu o contato com o submarino ARA San Juan em 15 de novembro de 2017, quando a embarcação navegava pelo Golfo São Jorge, a 450 quilômetros da costa. Havia zarpado de Ushuaia, no extremo sul da Argentina, de volta a Mar del Plata. As buscas começaram 48 horas depois. Treze países colaboraram com a operação, dificultada pelo mar revolto. A maioria se retirou antes do fim de 2017, diante da ausência de resultados.

A pressão das famílias, que arrecadaram recursos e acamparam 52 dias na Praça de Maio, em frente à sede da Presidência, em Buenos Aires, impulsionou a contratação de uma empresa americana para retomar o rastreio. A companhia Ocean Infinity prometia só receber pelo trabalho caso encontrasse o submarino. Zarpou rumo ao desafio em 7 de setembro, com quatro parentes de vítimas a bordo, mas não obteve resultado. Nesta semana, anunciou que havia suspendido a operação até fevereiro.

Uma explosão submarina foi registrada três horas depois da última comunicação dos tripulantes. Na ocasião, o capitão do submarino havia reportado a superação de uma falha no sistema de baterias, causado pelo ingresso de água no snorkel da embarcação.

Lançado na Alemanha em 1983 e incorporado às forças argentinas dois anos depois, o San Juan era um dos três submarinos do país. Seu processo de reparação havia sido concluído em 2014. O governo admitiu que a embarcação realizava operações de espionagem.

Ganhadora de loteria oferece R$ 300 mil para quem quiser namorar com ela; Veja como

A jovem Jane Park, de 23 anos, chamou a atenção nas redes sociais e da Internet em todo o mundo graças à chamada inédita que lançou depois de ser a mais jovem vencedora da loteria no Reino Unido. Segundo informações do site britânico The Sun, a jovem está oferecendo uma grade em dinheiro para quem quiser namorar com e ele e que seja um homem fiel.

Jane Park, tinha de 17 anos, quando ganhou um milhão de libras na Euromilhões. A jovem disse que parte de seu dinheiro era gasto em roupas, férias, carros, roupas e cirurgia plástica. Jane ainda não conseguiu encontrar o amor de sua vida. Ao longo de sua vida, ele sofreu e acumulou relacionamentos amorosos que terminaram em fracasso.

“Jane é incrível e tem muito para dar, mas ela se encontrou sozinha de novo, já que desde que ela ganhou, ela teve uma sorte terrível. Ela nunca tem certeza se está sendo amada por si mesma ou por seu saldo bancário”, disse uma fonte.

“Então ela preferiria ter o arranjo aberto. Jane tem uma tendência a ser insegura às vezes e se preocupa com os motivos das pessoas. Ela está disposta a pagar o preço certo por alguém leal“, acrescentou a fonte ao jornal The Sun.

Por causa disso, ela tomou a decisão radical de tomar as rédeas do seu destino para encontrar o homem dos seus sonhos. Jane Park fez uma postagem onde qualquer sujeito pode se registrar para ser seu namorado e receber uma grande quantia em dinheiro cerca de R$ 300 mil reais.  Além disso, o processo de entrevista dos candidatos selecionados fará parte de um documentário que será apresentado no próximo ano.

Briga de Facão por Comida na Venezuela, 2 contra 1, cenas Fortes; Vídeo

A Venezuela vive uma complexa crise política e econômica, que se arrasta por cerca de quatro anos. No centro do turbilhão está o governo de Nicolás Maduro, eleito em abril de 2013.

Herdeiro político do ex-presidente Hugo Chávez, Maduro chegou ao poder em meio à comoção pela morte do líder que, além de impulsionar a chamada Revolução Bolivariana, colocou o país petroleiro no mapa geopolítico mundial. A ausência de Chávez, no entanto, fortaleceu a oposição, que não deu trégua ao governo Maduro, primeiro desconhecendo sua vitória, passando por tentativas de tirá-lo do poder por meio de referendo ou promovendo protestos constantes que paralisam o país.

Maduro, que se autointitula “o primeiro presidente operário do país”, tem como desafio maior pacificar uma Venezuela, convulsionada pelos protestos oposicionistas e por uma brutal guerra econômica, que gera desabastecimento de alimentos e produtos básicos.

Para reagir no campo da política, Maduro convocou uma Assembleia Nacional Constituinte, que foi eleita e assumiu em agosto de 2017. O centro do processo é debater com os venezuelanos os rumos do país.

Para 2018, o governo bolivariano convocou eleições presidenciais, que ocorreram no dia 20 de maio e resultaram na vitória de Nicolás Maduro, candidato à reeleição pelo Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV). Também ocorreram na mesma data as eleições dos conselhos legislativos estaduais e municipais venezuelanos.

VEJA O VÍDEO>>>

 

Que tipo ni más bravo este uffVideo completo aqui https://youtu.be/fICbxgk8AHI

Posted by El MACHA record on Friday, June 15, 2018

Mulher admite ter feito sex0 com aluno por ele ‘se parecer com…

Uma professora de economia de escola de ensino médio em Twinsburg (Ohio, EUA) admitiu ter feito sexo com um aluno de 17 anos após ter se sentido atraída por ele se parece e agir como o ex-marido dela.

Laura Bucy, de 32 anos, foi presa e indiciada por crime s3xual, de acordo com a emissora WEWS. Ela confessou ter feito sex0 com o adolescente dentro de uma despensa em sala de aula.

Em agosto, a professora contou sobre a relação com o aluno ao ex-sogro, dizendo a ele que precisava “confessar os pecados”.

Um mês depois, Laura se encontrou com detetives e foi presa. Após pagar fiança de cerca de R$ 200 mil ela foi solta.

De acordo com o site “Cleveland.com”, a professora alegou a policiais que ela e o adolescente “desenvolveram uma conexão muito forte”. Os dois passaram a trocar fotos de conteúdo s3xual pelo Snapchat até que acabaram tendo relação s3xual.

 

Mulher impede homem negro de entrar em seu próprio condomínio de luxo; vídeo

Este é mais um caso em que uma mulher branca chama a polícia por encontrar um homem negro cuidando da própria vida — assista aos vídeos no final do artigo.

A mulher em questão confrontou D’Arreion Toles enquanto ele tentava entrar no prédio que eles moravam em St. Louis (Missouri, EUA).

Afirmando que ela se sentiu “desconfortável” com D’Arreion entrando no prédio, ela começou a bloqueá-lo enquanto exigia saber seu nome e em qual apartamento ele morava.

O incidente foi gravado em vídeo.
D’Arreion gravou tudo com seu celular e, desde então, se tornou viral. Depois, ele compartilhou a seguinte mensagem:

“Ser negro na América e voltar para casa. Mulher tenta me impedir de entrar no meu prédio porque ela se sente insegura, porque ela não sente que eu pertenço ao local.

Nunca realmente pensei que isso iria acontecer comigo, mas aconteceu!

Então 30 minutos depois, a polícia bate na minha porta, porque ela ligou! Fiquei chocado que esta é a América em 2018!”

A mulher perdeu o emprego.
Logo após o vídeo viralizar nos Estados Unidos, internautas rastrearam a mulher e expuseram sua identidade, levando-a a perder o emprego.

D’Arreion, embora chocado e chateado por ser tratado dessa maneira, não quer uma “caça às bruxas”.

“Não esculache a mulher, apenas mande ondas de energia positiva“, ele escreveu.

“Vamos ser ótimas pessoas, este é o nosso mundo e esta mensagem é para todos de todas as idades / raças / cores! Nós só temos uma vida, então vamos aproveitar ao máximo e sermos ótimos, sem tempo para negatividade”, completou.

Assista aos vídeos publicados por D’Arreion.
Um dos vídeos já foi visto mais de 9 milhões de vezes.

VEJA OS VÍDEOS:

 

 

 

Posted by D'Arreion Nuriyah Toles on Friday, October 12, 2018

 

Posted by D'Arreion Nuriyah Toles on Friday, October 12, 2018

Venezuela: carne podre e cadáveres que explodem; vídeo

Nas bancas onde esse produto pouco convencional está disponível, o cheiro é forte e há muitas moscas.

Mas as pessoas realmente compram e comem carne podre?

“Sim, o que mais podem fazer? É mais barato”, explica o vendedor.

Um quilo de carne chega a custar um terço do salário mínimo venezuelano, de atualmente cerca de US$ 30 (R$ 111,54). A carne podre custa 1%.

A carne está apodrecendo por causa de problemas na infraestrutura da Venezuela.

“Falta luz aqui dez vezes por dia, às vezes por horas seguidas. No dia seguinte, os produtos estão em más condições”, diz o comerciante Manuel.

Os cortes de energia constantes são alvo de manifestações frequentes.

Nem aqueles que morrem escapam da crise. Necrotérios têm dificuldade para manter os corpos refrigerados.

“Tenho dois ou três corpos que ficam expostos assim toda semana”, diz Wilfredo, funcionário do necrotério.

“Os corpos apodrecem a ponto de chegarem a explodir.”

A Venezuela tem as maiores reservas de petróleo conhecidas – e a maioria delas está em Maracaibo.

Mas o país vive uma recessão desde 2014, com inflação galopante e escassez de produtos básicos.

O presidente Nicolás Maduro culpa a “guerra econômica” imposta por seus oponentes.

No poder desde 1999, o grupo de Hugo Chávez – morto em 2013 e substituído no poder por Maduro em uma eleição realizada no mesmo ano – adotou medidas econômicas que levaram o país à escassez de alimentos, à hiperinflação e ao colapso dos serviços públicos.

As críticas internacionais ao chavismo na região esbarraram, muitas vezes, no apoio de governos alinhados ao projeto — como setores do próprio PT, no Brasil, que ainda manifestam apoio ao governo de Maduro, mesmo que seu candidato à Presidência, Fernando Haddad, tente se distanciar da questão.

Neste contexto, os lixões se transformam em uma fonte de comida para aqueles que vivem na pobreza extrema.
Hospitais também são afetados – equipamentos e camas estragam bem ao lado das enfermarias. Não há dinheiro para consertá-los. Do

lado de fora, há enormes pilhas de lixo hospitalar, inclusive agulhas.

Maria Eugenia tem câncer de mama e está prestes a passar por uma cirurgia. Ela precisa obter tudo que é necessário para o procedimento: agulhas, drogas e até luvas.

Ela terá de se recuperar em um local onde a temperatura pode chegar a 40ºC. Ela não tem outro lugar para ir.

 

 

Juiz corre atrás e captura detentos que tentaram fugir durante audiência; Veja o vídeo

O juiz R.W. Buzzard não pensou duas vezes: na ausência de policiais, ele tirou a toga e correu atrás de dois réus algemados que tentavam fugir do tribunal, no estado de Washington (EUA), no qual eram julgados.

Uma câmera de segurança flagrou Buzzard no encalço de Tanner Jacobson, de 22 anos, e Kodey Howard, de 28, até pelas escadas de incêndio.

O magistrado conseguiu agarrar Kodey na porta do tribunal. Tanner foi preso pela polícia a poucos quarteirões da corte.

Assista: