Mulher comete assédio ao vivo contra repórter casado e ninguém faz nada; vídeo

Carnaval é época de folia, mas nesse ano, muitas campanhas pediram o fim do assédio e da chamada importunação sexual. Uma das campanhas mais conhecidas foi o ‘Não é não”, encabeçada com mulheres. O objetivo delas era garantir que, ao dizerem uma vez não, já estava suficiente para o rapaz. 

O problema é que isso não aconteceu no modo oposto para um repórter da RBTV. Ele fazia uma entrevista, ao vivo, quando uma foliã insistia em beijá-lo. O rapaz, inclusive, chegou a dizer algumas vezes que era casado, mas a foliã parecia não prestar atenção. 

A foliã colocou um colar no pescoço do repórter e pediu um beijo em retribuição.“Eu tenho que trocar por um beijo”, disse. O jornalista, que é casado, ficou desesperado e correu do lugar. Curioso também é que ninguém fez nada para tentar ajudar o jornalista. 

Veja abaixo o vídeo que mostra o momento em que o repórter da RBTV sofre assédio ao vivo por uma foliã. 

A repercussão do caso nas redes sociais não foi nada boa. Os internautas se revoltaram com o assédio da foliã, argumentando que o repórter deveria ser respeitado em seu local de trabalho.

“Repórter da RBTV fugindo de uma menina aparentemente bêbada dizendo que é casado
começamos oficialmente o carnaval 2019 #RBFolia”, d
isse um dos internautas ao comentar as imagens que ganharam a Internet. 

Muitas pessoas defenderam o repórter casado. “Não consigo ver graça nenhuma nisso, pra mim é assédio e NÃO é legal. O cara tá fazendo o trabalho dele, isso que a mina fez foi vergonhoso.
E pros homens dizendo “imagina se fosse o contrário”: num precisa imaginar, já é o contrário todos os dias, em todos os lugares”, 
escreveu outro internauta ao comentar a situação.