Vídeo mostra imagens desesperadoras de colisão de trens na Zona Norte do Rio

Na manhã desta quarta-feira (27) aconteceu uma colisão de trens que bateram de frente na altura da estação de São Cristóvão, na Zona Norte do Rio.

Imagens que foram gravadas por passageiros mostram o exato momento após a colisão dos dois trens na estação de São Cristovão.

O acidente aconteceu às 6h55 e o maquinista de uma das composições estava preso às ferragens do vagão. Bombeiros compareceram no local e faziam o trabalho do resgate. Com o impacto da batida, a cabine onde o maquinista estava acabou se soltando do chassi. Os feridos foram levados para o Hospital Municipal Souza Aguiar, no centro do Rio.

Nas imagens é possível notar o desespero dos passageiros com o acidente. Enquanto muitos tentavam filmar a situação, funcionários da Supervia pedia a todo momento para que eles se mantivessem longe da confusão.

Os trens estão operando normalmente, mas com atraso. De acordo com a Supervia os passageiros estavam sendo informados sobre o incidente através de comunicação via rádio. A estação onde aconteceu a batida dos vagões, tem ligação com a linha 2 do metro. Quatro ramais da concessionária estão parados em São Cristovão.

A todo momento, novas informações sobre o acidente que pegou todos os passageiros da linha de surpresa não param de chegar. A Agetransp (Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários e Metroviários e de Rodovias do Estado do Rio de Janeiro) informou que um boletim foi aberto para que seja feita a investigação do que ocasionou o acidente.

SuperVia@SuperVia_trens

Em função de colisão entre dois trens, o ramal Deodoro opera com intervalos irregulares e os trens não estão parando na estação Praça da Bandeira, no sentido Deodoro, e na estação São Cristóvão, no sentido Central do Brasil.10008:41 – 27 de fev de 2019Informações e privacidade no Twitter Ads61 pessoas estão falando sobre isso

A entidade também emitiu uma nota dizendo: “Equipes técnicas foram enviadas à estação. Além das causas da colisão, também serão objeto de análise pela agência reguladora a adequação do atendimento prestado aos usuários pela concessionária SuperVia e dos procedimentos adotados para o restabelecimento da normalidade na operação comercial dos trens. A concessionária poderá ser multada”.