Bolsonaro vai condecorar mulher que se arriscou para salvar Boechat e caminhoneiro?

A vendedora Leilane da Silva, de 29 anos, passava pela rodovia Anhaguera, na segunda-feira (11), quando viu o acidente que matou o jornalista Ricardo Boechat. O helicóptero em que ele estava caiu sobre um caminhão e pegou fogo. O apresentador do Jornal da Band e o piloto, Ronaldo Quattrucci, morreram.

Leilane, que estava na garupa da moto de seu marido, pediu para ele parar e desceu para ajudar. Ela foi fotografada ajudando o motorista do caminhão a sair do veículo. Também tentou salvar Boechat e o piloto, mas foi impedida, porque os destroços do helicóptero estavam em chamas.

Diante da atitude corajosa de Leilane, o jornalista Alexandre Garcia, próximo do presidente Jair Bolsonaro (PSL), pediu ao presidente que condecorasse a jovem. “Está mulher merece uma exemplar condecoração dos novos tempos, presidente Jair Bolsonaro“, escreveu Garcia, marcando o perfil oficial do presidente.

A

A postagem de Alexandre Garcia já teve mais de mil comentários e muita gente apoiado a ideia que ele deu. “Verdade. Comentávamos aqui que enquanto os homens ficavam olhando e filmando, ela sobe no caminhão e tenta arrancar tudo para salvar o motorista. O que falta em músculo sobra em humanidade. Essa sim me representa“, escreveu uma seguidora do jornalista.

Pois é!!! Quanta nobreza!!! Que mulher humana e corajosa!! Cadê aquelas “mulheres” que “brincam” de lutar pelas mulheres? Sumiram do mapa, ultimamente“, escreveu outra internauta. O presidente Bolsonaro ainda não comentou sobre o assunto, mas pode ser que a sugestão de Alexandre Garcia seja levada à sério, levando em consideração a proximidade do jornalista com o presidente.