Jovem morta pelo companheiro durante visita íntima tem fotos vazadas e Vídeo dando pra outro; Veja

No último domingo (27) a jovem Nicolly Guimarães Sapucci foi espancada e morta pelo seu companheiro durante uma visita íntima no Centro de Detenção Provisória (CPD), em Jundiaí, São Paulo. Segundo informações da polícia, Nicolly foi agredida com vários chutes no rosto foi socorrida e levada a um hospital, porém não resistiu aos ferimentos e morreu.

Nicolly utilizava sua rede social para fazer declarações para o marido. Seu companheiro Michael Freitas que estava cumprindo pena por roubo, após assassinar Nicolly foi autuado em flagrante por homicídio e indiciado por feminicídio. Michael confessou o crime e disse à polícia que o motivo teria sido ciúmes.

Em uma postagem no final do ano passado na sua rede social, Nicole se declarou: “A gente briga sim, pois qual casal não briga? Ainda mais se tem um marido ciumento como o meu, né?! Mas no fim, tudo acaba em muito amor… Estamos firmes e fortes a cada dia mais, pois nosso relacionamento é blindado por Deus e nada e nem ninguém separa porque meu marido sabe a mulher que tem ao lado“,.

A Polícia Civil trabalha agora na investigação do vazamento das fotos do corpo de Nicolly. A pena pelo crime de exposição das imagens varia de um a três anos de prisão, além da multa.

De acordo com a delegada responsável pelo caso, Renata Yumi Ono, a família da vítima comunicou à policia que fotos da jovem após assassinada estariam circulando em grupos de aplicativos de mensagens.

A pessoa que se esconde atrás da tela de um computador acreditando que está fora do alcance da polícia ou das leis deixa uma trilha de pistas. Cada acesso, curtida ou compartilhamento cria um rastro que levará até o criminoso“, explica a delegada.